Você está em: Atuação - Indústria de Alimentos

 

Indústria de Alimentos
 

O ozônio pode ser utilizado na higienização de diversos tipos de alimentos, tais como frutas, verduras, legumes, massas, peixes, carnes e ovos, com as seguintes propriedades:

  • Elimina bactérias, vírus, protozoários e fungos. Em baixas concentrações e com pouco tempo de contato, tem ação desinfetante efetiva sobre microorganismos resistentes, como por exemplo, o cisto da Entamoeba histolytica e de 99% de outros protozoários, vírus e esporos;

  • Reduz o tempo de higienização;

  • Reduz os custos de produção, pois dispensa o uso de produtos químicos;

  • Não deixa resíduos na superfície dos alimentos, ao contrário do cloro, que deixa resíduos potencialmente tóxicos e cancerígenos;

  • Conserva cor e sabor;

  • Remove odores;

  • Remove conservantes e agrotóxicos;

  • Aumenta o tempo de validade dos alimentos;

  • Aumenta a qualidade dos produtos;

  • O ozônio, ao contrário do cloro, não deixa resíduos superficiais nos alimentos, que reagem, formando compostos tóxicos e carcinogênicos, conhecidos como THM’s (trihalometanos).

     O Código Federal dos Estados Unidos de 18 de outubro de 1982 (Federal Register, vol.47, n°215, de 5 de novembro de 1982, p.50209-10) afirma que o FDA (Food and Drug Administration) reconhece a utilização de ozônio como agente desinfetante.